quinta-feira, 29 de maio de 2008

Eu não sei rezar

Digo que ainda não sei o que é Deus para mim. Comprei um escapulário para me proteger de medos que eu só ouço de terceiros. Preucação. Existe alguém lá em cima que nos dá força para continuar “todo-dia-santo”, mas não me obriguem a saber seu nome, nem quem é ele. Eu faço minha própria fé. Eu não sei rezar.

Todos os dias recebo papéis que me ensinam a quem, como e quando rezar, mas me perdoem, não existe fórmula para pedir a sua proteção perante ao todo-poderoso-sem-nome. E se existir tal fórmula, vou passar a vida no caminho errado. Converso com ele lá em cima, como um amigo. Não peço milagres. Aliás, não peço nada. Eu agradeço e só. Não tenho moral para tanto. Eu só quero proteção e isso ele sabe mesmo antes de eu pedir.

Este senhor é ótimo psicólogo. Ele faz as pessoas acreditarem no seu próprio potencial, algo tão esquecido de nós hoje em dia. E elas conseguem. Culpa dele? Também, de todos nós. Ele nos dá aquilo que a gente já deveria ter: força de vontade e coragem para lutar por aquilo que somos, queremos e almejamos.

Sei que minha fé é solúvel. Mas também sei que este rapaz não gosta menos de mim por isso. Respeito e admiro toda e qualquer demonstração de fé. Então me deixem com a certeza de que ele me escuta e me protege.

Sem fanatismo. Ele sequer tem um nome.


Guilherme Vilaggio

4 comentários:

Cat Lucizano disse...

"Meu café em pó solúvel
Minha fé deu nó
Minha fé em pó solúvel"



;)

Thaisinha disse...

Dificil assumir mais..
acho q pensamos de um modo bem parecido.. quase identico!

Adorei o post!
beeeijos =]

Bruna disse...

Adorei o texto como sempre...

Eu tbm achava q não sabia quem era o todo-poderoso-sem-nome, mas assim como vc, eu conversava com ele todas as vezes q precisava desabafar e te digo q ele sempre me ouviu...... as respostas sempre vieram da forma mais inesperada possível, e depois de um tempo eu percebi q não importa q ele não tivesse nome, ele sempre estava lá....
Pode não me dizer todas as coisas q quero saber (afinal acabaria com o mistério da vida e isso seria mto chato), mas ele manda o suficiente pra eu saber q devo seguir em frente, e não pq ele coloca soluções na minha frente, mas sim pra me mostrar q tenho força e q nada é por acaso.

Acho q independente de pedirmos coisas impossíveis ou não, não esqueçamos nunca de agradecer e q possamos pedir o mais importante de tudo: lições pra fazermos com q nosso espírito cresca cada vez mais!!!

Como não poderia faltar: seus textos tocam a minha alma....
Beijos
Saudades

O Poeta de Banheiro disse...

Ele nem um nome tem.
Nem nunca me provou nada.