sexta-feira, 6 de março de 2009

Pra nunca deixar de acreditar

Deixe que o tempo passe e que passe rápido. Deixe-o com o direito de não voltar mais. A partir de hoje, grite para o mundo que suas lágrimas estão oficialmente aposentadas. Faça do futuro seu maior presente. Pare de escolher os advérbios de tempo e comece a simplesmente entender o contexto. Abra mão da chatisse da certeza de tudo, dos relógios pontuais (afinal, existe melhor hora que o agora?) e não generalize nada. Nem ninguém. Faça o seu melhor e será da melhor maneira recompensado. Viva em excesso, embriague-se de esperança e fique bem porque ainda é hoje. Pare de questionar quandos e porques, é hora de somar em busca de um resultado positivo. Não importa a ordem ou quais são os fatores. Enquanto você se preocupa, eu já estou resolvendo. Ser prático é ser mais feliz. Vou de encontro ao "não sei", mas a luz-no-fim-do-túnel-nossa-de-cada-dia nunca foi tão clara e objetiva, como se querendo me dizer "basta acreditar em si mesmo e que existo". Nunca foi tão fácil abrir um sorriso.

Guilherme Vilaggio Del Russo

2 comentários:

Aline Borghi disse...

de repente entrei aqui! hhauahauh de curiosa.....li esse texto que hj fez o maior sentido pra mim....rsrs

Eloisa Faccio disse...

"basta acreditar em si mesmo e que existo" adorei.
é isso, nunca foi tão facil abrir um sorriso. sobrevivemos a mais um dia, quer mais motivos?!
nessa era capitalismo-selvagem, sobreviver é o lema.
Abraços, eloisa.