sexta-feira, 3 de abril de 2009

Ridiculamente bom

Se hoje eu pudesse lhe dar um conselho, pediria a você para ser ridículo. Ridículo mesmo, sempre. Ridículo ao ponto de acreditar nas pessoas, de ter fé para esperar dos outros mais e mais.

Não existe pessoa melhor do que aquela que se permite fugir à razão, mesmo que às vezes. Sorrir sem um puto no bolso. Ser do contra só pelo prazer de ser.

Há quanto tempo você ensaia sorrisos em fotos?

Imagine bancar o idiota e não saber de cor o hit do momento, se confundir do nome do novo galã das 9, não ir a festas badaladas. Seria demais? Seria muito ridículo pedir a você para ficar em casa em uma sexta-feira à noite e pôr seus pais a par da sua semana?Não quero ser o retrato falado da mesmice. Não sou meu vizinho. Vou ser ridículo para não saber o que vem depois do verbo querer. Ridículo sendo eu mesmo, só para sacanear. Ou então, cantar bem alto quando perceber que o mal sempre vai existir, protestar contra a inércia de sentimentos bons, me arriscar a ser completamente plausível em ações contraditórias!

Buscamos ser compreensíveis quando, na verdade, o ser humano é antítese pura.

Ridículo rezando para que eu não seja o único... e pedir justiça em um mundo onde todos se julgam, perfeitamente sãos.

Nunca um defeito foi tão qualidade. Isso não é ridículo? Que bom.

Guilherme Vilaggio Del Russo

3 comentários:

disse...

Gui
Adorei, afinal tudo que posto em prática quando vem do coração é bom...simplismente foram as palavras certas para fechar minha sexta-feira.
Beijão

Atitude disse...

Perfeito. Sem nada a acrescentar, sem nada a retirar. Simplesmente perfeito para uma noite de sexta-feira!!!
Adoroooooooo....

Grande beijo!

=p

Ananas disse...

Muito Bom Gui,

Ja te falei que voce manda muito bem, e consegue expor em simples palavras GRANDES sentimentos e verdadeiros estilos de vida.

Grande abraco,
Ananas.