quinta-feira, 21 de fevereiro de 2008

Apressado...

Como conseqüência inevitável de viver em São Paulo, tornei-me apressado demais. Apressado até mesmo no meu andar tranqüilo, característica tão presente em mim. Para nós, paulistanos, as horas passam mais depressa, assim como o que acontece com em nossas vidas. O gesto que eu deixei para ontem já não me cabe mais hoje, ela já não se faz necessário. Até meus sapatos andam mais desgastados que normalmente e me pedem um descanso. Mas, além de apressado, ando meio teimoso.

“A pressa é inimiga da perfeição” é um ditado fora de moda para mim. Hoje, tomo ações que só vão se mostrar se foram corretas ou erradas, daqui para frente. Ando apressado e mesmo assim, sou escravo do futuro. Ando me apressando para conhecer o que não se escolhe hora certa para acontecer. Talvez seja a hora de puxar o freio de mão.

“Mal entendi ... do” que falou uma vez meu pai, quando me disse que “Tem certas coisas que a gente não escolhe tempo para acontecer, elas acontecem” e algumas delas simplesmente acontecem na hora errada, bagunçada da nossa vida. Ou acontecem e a gente não queria. Mas acho que tudo na vida tem seu tempo, e quem não precisa de tempo? O tempo também pede tempo, e a partir de agora, eu lhe dou.

"Mal entendi… do" que falou outra grande pessoa para mim, quando me disse “La vida és hoy y hay que vivir-lá intensamente.” Logo eu, que vivo brincando com as palavras, escolho o pior significado delas nesta frase, só aquela que me convinha para meu próprio bem estar.
Ando apressando pés e o coração e hoje eles me pediram um tempo. Tem horas que meus sapatos pedem uma estadia maior nas prateleiras. E o coração, batidas de 80 por minuto.

Preciso apressar-me em deixar de ser assim, tão apressado…

Guilherme Vilaggio Del Russo

2 comentários:

Leká Loira disse...

hummm...adorei!!
qta inspiração hein???
somos dois =D

bjosss

Bruna disse...

Sim sim.....
Seus passos como de todos os outros andam tão apressados nesta enorme cidade... O coração tbm!!!

Nem parece q temos 24 horas no dia, não temos nem tempo de sorrir pra pessoa q anda ao nosso lado e dizer um simples Olá, afinal 2 segundos a serem perdidos com bobagens, pessoas sem importância... 2 segundos pra deixarmos de olhar apenas pra nós mesmos e perceber q por mais q nossos passos sejam apressados, ainda existe um mundo inteiro ao nosso redor, pessoas com os mesmos problemas q os nossos, precisando de um simples olhar...

Talvez esteja na hora mesmo de acalmarmos nossos corações, deixá-lo bater em um ritmo menos frenético pra poder apreciar tudo o q o mundo oferece e às vezes nem damos valor....
Tempo? Ele pode esperar.... afinal quando vamos parar de usar o relógio pra guiarmos nossas vidas?

Momento sem inspiração, então não espere mto nexo no q escrevi, mas mesmo assim adorei o texto... vc sempre me surpreende!!!

beijosss